Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Artigos

DE VOLTA A AGOSTINHO

Artigo do pastor Jabes Nogueira Filho

Publicada em 22/04/20 às 10:26h - 278 visualizações

por Pastor Jabes Nogueira Filho


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação)
O tempo de quarentena me favoreceu uma oportunidade de retomar algumas leituras.  Esse tempo me trouxe de volta a Agostinho de Hipona.
Havia lido as suas Confissões pela primeira vez ainda quando seminarista - isso já se vão três décadas e uma "nova" edição me chegou às mãos.  Então decidi que era uma boa oportunidade de dialogar novamente com o Santo Douto.
Não acho necessário aqui fazer uma resenha ou apanhado crítico da obra.  Dei uma olhada na internet e encontrei um bocado de textos e publicações que já fazem isso.  Para não apenas acrescentar mais uma, vou apenas tangenciar o assunto.
Vamos lá:
Primeiro.  Quando me referi a uma "nova" edição, estava comparando com a que tive acesso no Seminário em Recife, que era publicação da década de 1950.  Essa agora é do ano 2000, mas manteve muito da linguagem clássica e erudita.  Tudo bem!  Deu para ler.  O vocabulário cheio de termos em desuso e a presença insistente de pronomes de segunda pessoa criaram uma atmosfera literária que pareceu me reportar à antiguidade, quando o livro foi escrito.
Segundo.  Nunca tive dúvida em afirmar que o modelo teológico agostiniano sempre foi um oriente bem marcado na minha própria formação teológica.  Então voltar às suas confissões só me fez relembrar o porquê de me sentir em casa entre seus escritos.
Terceiro.  Sei que os clássicos nunca são leitura recomendada para quem busca refresco e suavidade enquanto degusta um bom livro deitado numa rede num final de tarde.  E Agostinho é sim refeição pesada!  Mas uma boa ginástica intelectual sempre faz bem.
quarto.  Agostinho era crente.  E dos bons!  Só que tenho lá minhas dúvidas se eles se ambientaria bem na igreja de hoje. Mas...
Bem, de volta a Agostinho.
As Confissões, como o próprio título já indica, são o relato que o próprio Agostinho faz de sua vida e trajetória.  E isso ele faz entrecortando com pensamentos e reflexões profundas e significativas.
Aponto algumas:
"Vós o incitais a que se deleite nos vossos louvores, porque nos criastes para vós e o nosso coração vive inquieto, enquanto não repousa em vós."  Para mim essa citação inicial é a citação.  Quando penso no Santo Agostinho, é essa a primeira referência.  O reconhecimento de um Deus que graciosamente nos atrai para sermos inteiros e nos saciamos nele mesmo.
"Não há dúvida que a memória é como o ventre da alma."  Depois eu talvez escreva mais e me aprofunde nesse conceito: a nossa memória foi uma benção dada por Deus para com ela poder fecundar nossa alma.  Com certeza tem muito o que se degustar aqui.
"Na eternidade nada passa, tudo é presente, ao passo que o tempo nunca é todo presente."  Pode até parecer apenas um jogo de palavras, mas o peso de toda a argumentação de Agostinho é fortíssimo e não me lembro de ninguém ter conseguido demonstrar de maneira tão clara os conceitos de nossa inferioridade de percepção no tempo e a grandeza da eternidade divina.
"O único Deus acomodou a Escritura Sagrada à inteligência de muitos que haviam de descobrir nela coisas verdadeiras e diferentes."  A quantidade de textos bíblicos que Agostinho cita é impressionante (principalmente dos Salmos) e ele sempre trata o texto como obra do amor e cuidado de Deus em se revelar.  Mas também não há arrogância em afirmar que sua interpretação e compreensão particular é a única certa é apropriada.  Para entender a Bíblia é preciso que o Espírito se mova sobre o fiel.
E, para terminar, uma citação do apóstolo Paulo tirada diretamente da pena do bispo de Hipona:
"Reformai-vos no rejuvenescimento do vosso espírito para entenderes qual seja a vontade de Deus, e discernirdes o bem, o agradável e o perfeito" (a partir de Rm 12:2).



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79)9 9161-5033

Visitas: 530721
Copyright (c) 2020 - Rádio Boas Novas Aracaju - Av. Senador Júlio César Leite, 1445 – Edf. Jardins – S/304 – Bairro Aeroporto / CEP: 49037-580 Aracaju/Sergipe/Brasil - Fone: (79) 99979-7974 - 99974-1811 - 99161-5033 - nairson.turismo@gmail.com