Artigos

Um vírus mais perigoso do que o COVID-19

Publicada em 16/03/20 às 14:55h - 2383 visualizações

por Janildo Honório da Silva


Compartilhe
Compartilhar a notícia Um vírus mais perigoso do que o COVID-19  Compartilhar a notícia Um vírus mais perigoso do que o COVID-19  Compartilhar a notícia Um vírus mais perigoso do que o COVID-19

Link da Notícia:

Um vírus mais perigoso do que o COVID-19
 (Foto: Divulgação)

O vírus mais perigoso do que o corona vírus está descrito no livro de Romanos que é o PECADO.

Romanos 3:23: “Porque todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus”.

O que temos ouvido sobre o COVID-19,  realmente, é terrível.

Não há dúvida de que os cuidados que estão sendo recomendados procedem.

Procedem.  Todavia Há vozes de especialistas, desestimulando o pânico.

 Que ninguém deve ficar em pânico porque, realmente, o medo contraria o plano racional de controle e autocontrole para evitar o progresso desse mal.

O medo, o pânico e o desespero não contribuem com os acertos na defesa do corpo e da propagação do vírus da morte.

Alguém estaria ganhando com a desgraça alheia?

Alguém deu causa ao surgimento de um vírus?

Há quem acuse a China, país onde surgiu pela primeira vez o vírus malfadado. Porém quem acusa não apresenta as provas, pois seria caso de uma terceira guerra mundial e o número de mortos seria bem maior do que a doença pode causar ou pelo menos seria trocar um mal por outro.

O Chamado novo coronavírus, porém, seja qual for a sua origem, ele nos mostra quão desapercebido o homem é de suas limitações e dos perigos que lhe cercam.

 Seja este vírus uma peste nova, uma peste ou um mal residente no corpo humano e agora, apenas despertado com certas circunstâncias atmosféricas ou a debilitação do corpo que permite a manifestação devastadora do vírus, o que se pode concluir é a fragilidade humana perante seus inimigos ocultos.

O conhecimento específico sobre a verdade pode trazer salvação, se associado a ações corretivas, sem procrastinação.

Os cientistas da Saúde se apressaram para descobrir os pormenores do COVID-19 no afã de impedir a epidemia.

Não conseguiram evitar a epidemia, e a pandemia, considerada como o fenômeno do alastramento da doença que transcende o epicentro do seu surgimento, e vai além das fornteiras de um local, estado, províncias, país, ocorre, até agora.

A tentativa de controle é cara e desafiadora. No presente caso, além de onerosa para os cofres públicos ela tem sido também causa de empobrecimento de empresas da indústria,  comércio e serviços, e dos cidadãos investidores.

 Conscientemente, direta ou indiretamente,  essa pandemia afeta o mercado global e quase todos os habitantes da terra.

Há, porém,  um vírus ainda mais devastador, mais perigoso do que o corona, e ele é preexistente a qualquer vírus ou pestilência, do qual o mundo não teme e poucos se apressam a estudá-lo e combatê-lo.

Entretanto, há pelo menos dois mil anos especialistas, estudiosos do assunto advertem o mundo dos seus efeitos nefastos no presente e no porvir.

O nome desse vírus é PECADO. Seu código é OFENSA-1. Significa, desobediência a Deus. Resistência ao seu amor e comunhão, mediante incredulidade e opção pelo autogoverno.

Se para a racional defesa do coronavirus recomenda-se abstrair-se do pânico, desse outro antigo vírus,  recomenda-se o temor a Deus para eliminá-lo.

Se para evitar o corona recomenda-se o afastamento de multidões e o isolamento; benefício maior se vislumbra na aproximação dos santos, na congregação dos justos, onde a bênção divina opera a cura.

Romanos 3.23 adverte que todos pecaram e estão,  por isso, separados de Deus.

Mas, o mesmo livro registra que: “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus” (Romanos 6.23).

É com esse segundo vírus que o mundo deveria estar muito mais ocupado em livrar-se dele.

O corona somente nos mostra como somos frágeis. A Bíblia diz isso, desde os primeiros manuscritos.

Contudo, Deus tem falado através de seus profetas, reis e sacerdotes do antigo testamento e, por último, nos falou pelo seu Filho, o qual também se entregou pela humanidade e deu ordens aos seus discípulos que os enviou na condição de missionários a pregarem o Evangelho.

 Seguindo o exemplo de seu bom Mestre, os apóstolos enfrentaram autoridades, perigos de mortes, e no cumprimento da missão, morreram, para que todos os seus ouvintes que cressem na mensagem do Evangelho, não perecessem, mas tivessem a vida eterna (João 3.16; Atos 17.30).

Quem tem o antídoto do vírus do pecado, qual seja, a fé em Cristo Jesus, o qual considera seu SENHOR e SALVADOR deve prestar-lhe honra cotidiana e, como discípulo dele, fazer a obra de um missionário, advertindo aos que lhe possa ouvir que Jesus Salva, e ele, somente ele, pode livrar-nos da peste perniciosa que conduz o homem à total perdição.

 Salvação em Cristo Jesus seja, pois, a escolha certa e exterminadora do mais perigoso vírus da humanidade.


ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Izabela Ferreira

22/03/2020 - 15:42:31

Eis uma mensagem clara, objetiva e equilibrada de alguém muito estimado. Palavra na unção do Espírito Santo. Que o nosso Deus eterno continue te abençoando e guardando juntamente com sua linda e inesquecível família. Saudades


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79)9 91615033

Visitas: 1095938
Usuários Online: 82
Copyright (c) 2022 - Rádio Boas Novas Aracaju - Rua Simão Dias,209 - S/01 Centro - Aracaju/Sergipe/Brasil. - Fone:(79) 9 9979-7974 / 9 9974-1811 - Whatsapp (79) 9 9161-5033