noticias714 Seja bem vindo ao nosso site VIAJE SERGIPE!

Artigos

UMA CRÔNICA PARA ESTER BATISTA ALVES COSTA NÃO DEU TEMPO, CHEGOU O TEMPO!

Artigo da jornalista, memorialista, escritora e imortal Sandra Natividade

Publicada em 13/05/24 às 11:16h - 484 visualizações

Sandra Natividade


Compartilhe
Compartilhar a noticia UMA CRÔNICA PARA ESTER BATISTA ALVES COSTA  NÃO DEU TEMPO, CHEGOU O TEMPO!  Compartilhar a noticia UMA CRÔNICA PARA ESTER BATISTA ALVES COSTA  NÃO DEU TEMPO, CHEGOU O TEMPO!  Compartilhar a noticia UMA CRÔNICA PARA ESTER BATISTA ALVES COSTA  NÃO DEU TEMPO, CHEGOU O TEMPO!

Link da Notícia:

UMA CRÔNICA PARA ESTER BATISTA ALVES COSTA  NÃO DEU TEMPO, CHEGOU O TEMPO!
Ester Batista  (Foto: Divulgação)
 Há um tempo para cada coisa debaixo do sol, tempo de plantar, de colher, de nascer, de viver e de morrer...”Ecles. 3.1

* Por Sandra Natividade

 A vida é assim mesmo, por isto todo cuidado ainda é pouco. Mas, por que tanto cuidado com a vida se a sabemos efêmera? Aí está a causa dos anseios de passarmos desta para a vida com Cristo sem a certeza de ter vida abundante com ele através de uma entrega real ao lado dEle mesmo ainda aqui na terra. Tal posição nos assegura satisfação de viver mesmo que as vezes com algumas dificuldades próprias do ser humano. Hoje, 01 de maio e com ele, um até breve a Ester Batista, uma jovem senhora que conheci como diretora da Casa Batista de Amizade, até então primeira e única instituição de ação social Batista sergipana fundada pela perspicácia e resiliência da missionária norte-americana Maye Bell Taylor, assessorada por um time de abnegadas de primeira hora: Ivalcene Carneiro, Laurita Santana e a enfermeira Lourdes Tavares. Na diretoria da casa: presidente - Luiz Cruz dos Santos pr., vice-presidente - Miguel Vicente Silva, secretária - Iolanda Santos de Oliveira. 

    Naquela casa de serviço sócio-religioso-educacional Ester, mostrou seus variados dons e talentos atendendo, ensinando, enfim, agregando a população dos bairros 18 do Forte, Santo Antônio, Cidade Nova e adjacências, sua identidade era servir com alegria ao próximo, o quesito empatia não faltava àquela diretora. Ester, baiana de nascimento, hoje no funeral pastor Gerval Pereira, seu amigo, lembrava de ter sido a competente Ester, membro da mesma igreja que ele em Muritiba/BA.

Sede da Casa Batista de Amizade de Aracaju    

 A jovem senhora que se tornou diretora da maior e melhor agência social Batista em Sergipe era comprometida com o que fazia, fosse na igreja local trabalhando nos departamentos e instituições, ou no ensino secular. Era viúva de Ricardo Santos Alves, mãe de Érica e Ricardo Júnior. Educadora Religiosa por formação, fez o à época Seminário de Educadoras Cristãs no Recife/PE, da Turma de 1980 que homenageou a docente Berenice Rocha, duas colegas silenciosamente representaram aquela turma - Dilene Nunes e Nelma Aquino de Oliveira - levando ao velatório uma das mais belas Corbélia de Flores, estas incorporadas a tantas outras que ornaram o esquife da ex-colega. 

 

Turma Berenice Rocha

    A educadora Ester, viveu em plenitude era determinada estudou, casou, foi mãe e destacada profissional em sua área de atuação. Deixou uma lacuna e muitas saudades. Aos 64 anos incompletos foi chamada a voltar para a casa do Pai, não deu tempo de ver, rever tantas colegas (na época só mulheres) - meninas do SEC como gosto de me referir - educadoras como Ester, no encontro de 16 a 19 de agosto próximo, aqui em Aracaju/SE. Não deu para esperar, portanto, um até breve a Ester Batista. 

 01maio2024

 

Ester Batista Alves Costa

*03ago1960 + 30/04/2024


* Por Sandra Natividade - Membro da Academia Literária de Vida - ALV, Academia de Letras de Aracaju - ALA, Associação Sergipana de Imprensa - ASI e do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe - IHGSE. 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

7 comentários


Raimundo Gomes

13/05/2024 - 18:17:29

Sua crônica está primorosa, levando-me a fazer pelo menos duas indagações para as quais não tenho respostas. Primeiro: Por que uma educadora religiosa como Ester Batista, com um coração que eu compararia com o daquelas pessoas citadas por Jesus no versículo em que Ele nos ensina a regra áurea de convivência (Mateus 7:12), foi chamada aos Céus tão cedo? Segundo: Será que Deus estava precisando de uma educadora sábia, bondosa e eficiente e resolveu chamá-la para fazer parte de Seu staff celestial nessa importante área? Se tiver uma explicação, eu agradeco...


Zeneide Mascarenhas

13/05/2024 - 16:14:17

Tive a honra de conhecer Ester por 10 anos e a lembrança da alegria dela e a dedicação dela em tudo que se propunha a fazer servirá como exemplo de vida. A saudade como pessoa e a sua alegria será marcada para sempre.


Zeneide Mascarenhas

13/05/2024 - 16:13:59

Tive a honra de conhecer Ester por 10 anos e a lembrança da alegria dela e a dedicação dela em tudo que se propunha a fazer servirá como exemplo de vida. A saudade como pessoa e a sua alegria será marcada para sempre.


Zeneide Mascarenhas

13/05/2024 - 16:13:59

Tive a honra de conhecer Ester por 10 anos e a lembrança da alegria dela e a dedicação dela em tudo que se propunha a fazer servirá como exemplo de vida. A saudade como pessoa e a sua alegria será marcada para sempre.


Zeneide Mascarenhas

13/05/2024 - 16:13:57

Tive a honra de conhecer Ester por 10 anos e a lembrança da alegria dela e a dedicação dela em tudo que se propunha a fazer servirá como exemplo de vida. A saudade como pessoa e a sua alegria será marcada para sempre.


Mércia Bispo

13/05/2024 - 11:48:16

Um lindo exemplo de amor , dedicação e serviço com alegria na obra do Senhor, era contagiante o jeito simples e.a disposição em servir em favor da obra e dos que envolvidos nela. Saudades


Fátima Barros

13/05/2024 - 11:31:58

Mulher valorosa a conheci através do trabalho Serviço Social realizado pela UFMBSE e nos tornamos amigas e irmãs em Cristo,uma honra pra mim ter vivido a experiência de alguns trabalho na companhia da irmã Ester


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79)9 91615033

Visitas: 1371292
Usuários Online: 87
Copyright (c) 2024 - VIAJE SERGIPE - Rua Simão Dias,209 - S/01 Centro - Aracaju/Sergipe/Brasil. - Fone:(79) 9 9979-7974 /- Whatsapp (79) 9 9161-5033